Comunicado

"Pela troca de servidores, o Portal da Transparência da Câmara Municipal de Parnamirim estará fora do ar até as 16:00 horas de hoje, dia 2 de junho de 2016. Pedimos sinceras desculpas pelo transtorno."

HUMANIZAÇÃO DO PARTO É DEBATIDA EM AUDIÊNCIA NA CÂMARA DE PARNAMIRIM

A ênfase ao acolhimento, assistência integral e proteção à saúde da mulher através da garantia de direitos no contexto do parto e nascimento, foram debatidas em audiência pública na noite desta quinta-feira(29), na Câmara de Parnamirim. A ação, que foi de proposituras dos mandatos das vereadoras professora Nilda (PRP) e Ana Michele(PT), reuniu representantes do Centro Nordestino de Medicina Popular(CNMP), servidores da saúde e população. 

As vereadoras propositoras quebraram o protocolo e convidaram os presentes para a extensão da mesa. Num clima envolvente da importância da discussão, a audiência se transformou numa roda de conversa, onde foram debatidas a importância do estímulo ao parto humanizado, além da presença de Doulas (mulheres profissionais que acompanham as mulheres no processo de trabalho de parto).

A vereadora Ana Michele abriu a audiência pública e destacou a importância de se discutir a temática. “Momento mais que especial por se tratar da saúde da mulher e de reverenciar um trabalho tão importante que desenvolvido pelas Doulas”, enfatizou. 

Professora Nilda ressaltou relevância de a casa legislativa trazer a discussão para o conhecimento da população e pediu mais atenção ao acolhimento feito na maternidade Divino Amor. “Precisamos mostrar ao povo que os seus direitos precisam ser cumpridos, pois quando se trata do direito à saúde é dever do executivo garantir as políticas públicas ao cidadão, em especial aos que usufruem dos serviços na maternidade Divino Amor”, disse a vereadora. 

A coordenadora do projeto ‘Mulheres’ do Centro Nordestino de Medicina Popular(CNMP), Maria da Conceição, falou sobre o trabalho desenvolvido pelo centro. “Trabalhamos fortemente em Pernambuco, Paraíba e aqui no Rio Grande do Norte com o objetivo de reduzirmos da morbidade e mortalidade materna”, frisou. 

Encaminhamentos

Ao final da audiência, as vereadoras propositoras elencaram alguns encaminhamentos propostos, como: estudo para a criação do plano de partos, parceria com a atenção básica com enfoque nas políticas voltadas às mulheres, continuidade dos serviços em capacitação, dentre outros. 

Participaram também da audiência representando a Secretaria Municipal de Saúde, a enfermeira Fabíola Marques, Karine Alves – da Associação Potiguar de Doulas, e demais autoridades. 

VOLTAR